quinta-feira, 24 de maio de 2012

Quero-te


Ouço a chuva a bater na minha janela, mas nem consigo levantar os olhos para a ver... Tenho frio, mas não tenho como me aquecer... Tenho sede, mas não me apetece beber... Cubro-me com as lembranças de um passado que pesou... Sacio a minha sede com a esperança de que tudo passe...

Tenho vontade de ir em frente... seguir o teu caminho... subir a tua montanha... dobrar cada esquina da tua rua... e no fim encontrar-te... Correr de braços abertos para ti e no fim... abraçar-te como se o amanhã não existisse, como se só existíssemos nós dois... como se nada me separasse de ti...

Perder-me no teu olhar e nunca mais de lá sair... abraçar-te e nunca mais te largar...

Mas não é assim tão simples... muitas barreiras fortes e inquebráveis nos separam...  


Xaninha Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário